quinta-feira, 27 de setembro de 2018

EPI - Os zóco que nos protege os zóio

Por motivos óbvios, assunto comum em nosso meio é equipamento de proteção. Embora o Kali não seja uma arte feita de “porradas certas e obrigatórias” – a exemplo do Boxe e o Muay Thai, onde o uso de protetores de cabeça, boca, luvas e caneleiras são fundamentais para o treino seguro – é altamente recomendável o uso de algum equipamento de proteção, afinal, ser atingido por armas (ainda que por um levíssimo bastão de rattan) costuma ser bem mais danoso que levar um soco.

E nessa questão do “o que usar”, o que não faltam são visões diferentes, todas válidas, variando a filosofia de cada grupo de praticantes.

Aqui, no Kali 1307, depois de usarmos um pouco de quase tudo (capacetes, protetores de braço, luvas de diversos tipos, protetores de tórax…) concluímos que o que nos serve mesmo são os óculos de proteção, daí serem obrigatórios no kit de cada um. Os motivos de não adotarmos outros equipamentos? Todos de ordem prática, fundados numa filosofia simples. Pense um pouco e chegará à compreensão…

Há quem goste de usar luvas, para evitar bolhas e calos nas mãos. O autor deste texto costuma usar, de vez em quando, para evitar eventuais escoriações e “bifinhos” de pele arrancados por eventuais esbarrões (o que não ocorre sempre). Às vezes, num drill de bastão a mão leva um ou outro toque (toque é eufemismo), aí o amigo Cataflam spray resolve… Bom, óculos são o mais importante

Todavia, nem todos os óculos EPI se prestam às nossas práticas. Por que? Por dois motivos simples, quais sejam material de composição e/ou design impróprios:

- Assim, não prestam se não forem feitos de material como policarbonato ou outro polímero de alta resistência e tenacidade. 

- Não prestam aqueles com design aberto, sem fixação robusta de lentes, com bordas desprotegidas (podem cortar ao redor dos olhos), os que ficam colados nos olhos, dentre outras fragilidades. 

Informe-se sobre a marca, certificado (CA) e escolha o seu, lembrando-se que é um acessório de grande importância antes de tudo; estética vem é o que menos importa.


Vejamos alguns exemplos:


1. Óculos de ampla visão - Os ideais para nossos treinos. Em geral têm excepcional resistência, protegem totalmente os olhos (e parcialmente o nariz) e podem ser usados sobre óculos de grau. 



2. Óculos pequenos e estruturados - Servem para nossos treinos. Têm alta resistência, protegem satisfatoriamente os olhos. Alguns são dotados de lentes escuras e podem ser usados como óculos de sol. Outros são espelhados, chamados "in/out", servem tanto para o dia claro, quanto para a noite. Observem os visíveis detalhes de construção e design.



Modelo feminino.


3. Óculos impróprios - Não se prestam para nossos treinos. São óculos de "laboratório", ou voltados para proteção contra pequenas partículas volantes e só. Sob impacto direto partem nos mais variados e perigosos locais, cortando, perfurando ou contundindo seriamente os olhos. Observem os detalhes de construção e design.





Há quem confie nesta coisa... Eu, não!




Nenhum comentário:

Postar um comentário